Pra Você Auto | Culinária | Saúde | Sua Casa

Cuidados com os pés

Cuidados com os pés

 Com o início do calor, o uso de sandálias ou calçados abertos faz com que a atenção se volte para os pés. É nesse momento em que você redobra a preocupação com o aparecimento de micoses, ressecamentos e rachaduras, por exemplo.
 
“Esses processos são provavelmente adquiridos no inverno, com o uso de sapatos fechados e a falta dos cuidados diários, mas se tornam mais evidentes no verão. Além disso, com o calor, pode ocorrer o aumento da transpiração no local. Se for excessiva, deve-se procurar a avaliação de um profissional para a orientação do tratamento adequado”, explica o dermatologista Otávio Macedo.
 
Para evitar o ressecamento e infecções fúngicas dos pés e das unhas, os cuidados diários são a melhor saída.
 
– Atenção à higiene: “Lave os pés com o auxílio de uma esponja natural e seque-os bem, principalmente entre os dedos”, orienta o médico.
 
– Evite calçar sapatos fechados imediatamente após o banho. Espere ao menos uma hora.
 
– Esfolie os pés uma vez por semana com produtos adequados. Esse cuidado ajuda na remoção de células mortas.
– Hidrate os pés diariamente. Use produtos emolientes próprios para essa região. “A hidratação é essencial para mantê-los saudáveis e ainda evita que ocorra o engrossamento da pele, o ressecamento, a descamação e até mesmo rachaduras e sangramento. Pés ressecados favorecem ainda a ocorrência de infecções por fungos e bactérias”, alerta o dermatologista.
 
– Use calçados confortáveis. Para sapatos fechados, como tênis, procure usar meias de algodão, que absorvem melhor a transpiração.
 
– Se for necessário utilizar sapatos sociais de salto, opte por modelos adequados ao formato do seu pé, que não apertem, evitando a formação de bolhas, calosidades ou até mesmo deformidades, como o joanete.
 
– Apare as unhas, em média, a cada 15 dias. “Use tesoura, alicate ou lixas. O corte deve ser reto, sem retirar os cantos para evitar que encravem”, orienta Otávio.
 
– Não deixe que as unhas fiquem muito compridas, pois, nesse caso, podem acumular resíduos e facilitar a infecção por fungos.
 
– Se possível, deixe as unhas sem esmalte por um dia na semana e hidrate-as com óleos apropriados. “Examine o aspecto das unhas e, se houver qualquer alteração, busque avaliação do dermatologista”, avisa o médico.
 
– “Evite lixar os pés com frequência, exceto em alguns casos. Na maioria das pessoas, se houver cuidados diários com a hidratação e o uso de calçados adequados, apenas a esfoliação uma vez por semana seguida de hidratação é suficiente. Entretanto, nos casos em que já existe um engrossamento significativo da pele, pode-se lixá-la ocasionalmente, mas não deve se tornar um hábito, já que ela é a proteção dos pés”, explica.
 
– Escolha sua pedicure com atenção. Avalie se o material utilizado é esterilizado em autoclave e se os demais itens são descartáveis. Para mais informações, leia “No salão, proteja a sua saúde”.
 
Fonte:Portal vital
 
Link:http://www.portalvital.com/saude/cuidados/cuidados-com-os-pes
Trocas de pneus

Trocas de pneus

Vamos falar a verdade. Pneu é “caro pra chuchu”. Às vezes, só se tem o dinheiro para trocar dois pneus e não os quatro, como é o ideal. Neste caso, o que fazer? 
 
A maioria das pessoas troca os pneus dianteiros. Errado. 
 
Luciano Burti foi até um campo de provas de um grande fabricante de pneu, em Paulínea, interior São Paulo, para fazer o teste. 
 
Primeiro um carro circula com os pneus carecas atrás e os novos na frente. Ao entrar numa curva, com a pista molhada o carro perde o controle. “Se estivéssemos em uma rua e não em um campo de provas, um acidente poderia ter acontecido”.
 
Agora invertemos: os pneus carecas na frente e os novos atrás. “Não acontece nada, o carro não escapa e o carro mantém a sua trajetória. Quando você opta por trocar só dois pneus, a melhor opção é colocar os novos no eixo traseiro”.
Carne de Panela Recheada

Carne de Panela Recheada

 

Escolha uma peça de preferencia com pouca gordura, para dar para fazer um molhinho.
Se o açougueiro for legar, pode pedir para ele furar a carne, caso você esqueça, faça um corte como um X com uma faca grande de carne e gire a faca até ficar um furo que dê para colocar a linguiça.
Continuando... Coloque a linguiça de preferencia congelada, fica mais fácil.
Aquela parte mais gordinha atrás eu tirei e guardei para fazer uma receita de pop crock que eu vou dar aqui depois
Bata o alho, a cebola, o caldo de picanha e o azeite no liquidificador até virar uma pastinha, jogue na panela refogue um pouquinho e coloque a carne.
Mexa a carne no tempero e vá virando até que ela pegue uma corzinha.
Coloque um pouco de água e deixe na pressão por 30 minutos.
Após 30 minutos, abra a panela vire a carne e deixe na pressão por mais 30min prove o sal e voilà!
Deliciosa e recheada!
Depois é só fatiar e jogar o molhinho que ficou na panela por cima
 
Dicas para combater o estresse e evitar doenças

Dicas para combater o estresse e evitar doenças

De acordo com os médicos, o estresse é uma reação natural do ser humano e surge em situações de tensão ou medo. Pode desencadear reações como nervosismo, mau humor e até a violência. Quando acontece esporadicamente, é natural. O problema, dizem os especialistas, é quando vira rotina. saiba mais Entenda como o organismo reage a momentos de grandes emoções.
 
Confira dicas para diminuir o estresse no ambiente de trabalho O psiquiatra Kleber Meneghel Vargas diz que as pessoas não devem dar tanta importância para os pequenos problemas do cotidiano. "Uma forma que converso com o paciente é assim: essa situação, daqui a um período, vai ser importante? E as pessoas muitas vezes observam que, aquela situação que parece o fim do mundo, não vai ter repercussão nenhuma daqui uma semana, um mês, ou um ano", conta Vargas. Entre os problemas enfrentados por pacientes estressados, segundo o psiquiatra, estão as dificuldades no trabalho, alteração de sono, de apetite, e atitudes violentas. Ainda de acordo com Vargas, o estresse por ser o sintoma de algo mais grave.
 
"Muitas vezes, essa pessoa é portadora de problemas psiquiátricos como depressão, ansiedade, distinia, até problemas mais sérios como transtorno bipolar. O mau humor crônico, a irritabilidade crônica, muitas vezes são patologias", afirma. O neurolinguista Assis Silva dá dicas para quem precisa reduzir os níveis de estresse. "Sente em uma cadeira, solte o ar e vai relaxando o corpo. Inspire e relaxe os ombros. Isso pode ser feito várias vezes ao dia"
 
Confira todas as dicas...

Próximos eventos e festas

Voltar ao Topo