Pra Você

Auto

Extintor do carro em ordem

 

O extintor de incêndio do carro não tem vida muito fácil. Apesar de ser esquecido na maioria das vezes, precisa estar sempre em bom estado para não falhar se acontecer alguma emergência. A data de validade é um dos pontos a serem verificados. Outro dado importante: para ser eficaz e evitar multas, o ponteiro do mostrador deve sempre indicar a faixa verde, o que siginifica que ainda está com carga.
 
Para quem não sabe, o equipamento direcionado para os veículos automotores tem material misto, capaz de apagar incêndios de qualquer tipo de componente (seja ele plástico, borracha ou químico). A localização padrão é no chão do carro, junto a coluna frontal direita. Em outras situações, ele também pode ficar em baixo do banco do passageiro, ou do motorista, dependendo da montadora.
O site do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo também indica algumas dicas referentes a forma correta de utilização do extintor. 
 
O ideal na hora da aplicação é manter uma distância de segurança de alguns metros. Posicione o bico de saída, direcionado para o foco do fogo e de maneira firme pressione a alavanca de disparo. Vale lembrar que o extintor de incêndio do carro é um auxiliar na hora do aperto. O melhor é, dependendo da gravidade do problema, entrar em contato rapidamente com os bombeiros e solicitar o socorro.
 

Como economizar gasolina

Se cada vez que você vai encher o tanque seu bolso grita, aqui vão alguns conselhos simples que lhe ajudarão a economizar gasolina, independentemente do carro que você usa. 

Inicialmente meça quanto seu carro consome, para isto encha o tanque de gasolina e ponha em zero o odômetro do carro (o contador de quilômetros que normalmente fica debaixo do indicador de velocidade). No momento de encher de novo o tanque, tome nota de quantos quilômetros percorreu e divida-o pela quantidade de litros que colocou em seu tanque. Por exemplo 500Km / 50 litros = 10 Km x litro. 
Uma vez que você saiba o consumo de seu carro nas condições em que costuma dirigir, comece aplicando os conselhos abaixo. Você deve ver resultados já no próximo abastecimento e seu bolso vai agradecer! 
 
Pneus 
Calibre os pneumáticos de seu carro cada vez que encher o tanque. O ideal é ler no manual do carro para saber qual é a pressão ideal. Isto melhorará entre 2 e 3 % o consumo. 
 
Carga desnecessária 
Elimine o peso desnecessário do veículo. Quanto mais pesado, mais você terá que acelerar o carro para obter a velocidade desejada. Libere do porta-malas: ferramentas, malas, livros, brinquedos e tudo o que não seja necessário levar. Já são mais 1 ou 2% de melhora no rendimento de seu carro. 
 
Limpeza 
Mantenha seu carro limpo e encerado! Sim, numa viagem longa, peritos dizem que se pode economizar até 7%, já que se reduz a resistência do ar em contato com a superfície do carro e se aumenta a aerodinâmica. 
 
Marcha Adequada 
Utilize a marcha mais alta possível, quando estiver viajando a uma velocidade média e constante. Quando o veículo começa a mover-se, necessita maior força do motor e para isso você coloca a 1ra marcha, uma vez que o veículo alcance certa velocidade é recomendável ir trocando as marchas até a maior sem chegar a ocasionar vibrações ou forçar o motor. Deste modo você só precisará apertar levemente o acelerador e seu motor consumirá menos gasolina. 
 
Trânsito lento 
Em trânsito congestionado é recomendável desligar o motor, se for permanecer mais de 5 minutos parado. Isso diminuirá o consumo e o motor não trabalhará sem necessidade. 
 
Ar- Condicionado 
Em trechos curtos de cidade ou à baixa velocidade evite usar o ar condicionado. O uso deste dispositivo aumenta o consumo de gasolina em 10% aproximadamente. Em viagens longas, de estrada, não é recomendável manter as janelas abertas já que se criará uma resistência aerodinâmica e uma turbulência dentro do veículo que fará que se exija mais do motor aumentando o consumo. 
 
Organize suas viagens 
O motor de seu caro, quando está frio consome mais gasolina que quando quente, portanto fazer várias paradas enquanto o motor está frio aumenta o consumo. Organize os trajetos mais longos primeiro para que o motor esquente e chegue à temperatura de operação ideal, depois os trechos mais curtos. Isto lhe ajudará a economizar alguns litros por semana. 
 
Estilo de Direção 
Dirija com calma, especialmente se o trânsito estiver lento ou se estiver na cidade. De nada serve acelerar fortemente o motor se na próxima esquina terá que parar novamente. Aceleradas violentas aumentam o consumo e em distâncias curtas não economizará mais que alguns segundos. 
 
Manutenção 
Faça manutenção do seu carro de acordo com o Manual de Manutenção do Fabricante. Velas novas, filtros de ar e gasolina limpos, óleo em condições ideais, gasolina de octanagem adequada farão que melhore o desempenho do carro até 10%.

Cuidado com os freios

 

O freio exige uma série de cuidados para funcionar perfeitamente. 
 
A primeira coisa é observar, de preferência num mecânico ou loja especializada, o estado das lonas traseiras e das pastilhas, que vã na frente (okay, sei que há carros com pastilhas na quatro rodas, mas são raros e caros!).
 
As pastilhas duram 40 000 km. Claro que se dirigir como um piloto de Fórmula 1, a duração é bem menor. De toda forma, é um número para se ter em mente.
 
Deixar a pastilha gastar até o final também pode detonar (aliás, é muito provável que) o disco de freio. Se isso acontecer, nem pense em fazer o chamado “repasse”, que consiste em lixar o disco até aplainar as saliências deixadas pelo desgaste.

Culinária

Saúde

Não deixe a maquiagem envelhecer você

 

Quando você era criança, uma de suas brincadeiras preferidas era pegar as maquiagens da sua mãe e se pintar para parecer mais mocinha (mesmo que, na verdade, o resultado final fosse de um palhaço)? A maquiagem faz parte da vida de todas as meninas desde pequenas, sendo que ela tem um alto poder de transformação e deve ser usada com sabedoria para não criar um visual errado.
 
Quando a mulher é mais jovem, a maquiagem é um trunfo usado para parecer mais velha. Já quando atingimos certa idade, o make pode e deve ser usado como um aliado para proporcionar uma aparência mais jovial.
 
Se você acha que o seu make está lhe deixando com o visual envelhecido, é preciso ficar atenta a alguns pontos que estão causando isso. Por exemplo: pesar a mão na base e usar muito lápis preto nos cílios inferiores são alguns dos erros cometidos.Além disso, uma pele ressecada e maltratada também contribuiu para que a maquiagem não tenha um bom efeito. É necessário cuidar bem da epiderme com esfoliação, tonificação e hidratação com produtos adequados. O uso do filtro solar é imprescindível para prevenir danos na pele, valendo para mulheres de todas as idades. Tomando esses cuidados, o make será bem aproveitado e trará um resultado mais saudável e bonito.
 
Além desses fatores, na hora de se maquiar é importante seguir alguns truques importantes, que valem muito na hora de ficar mais bonita, sem que a maquiagem envelheça a sua aparência. Confira abaixo algumas dicas valiosas que o TodaEla separou para você e quais erros evitar:
 
Não aplique lápis preto nos cílios inferiores. O uso do produto dessa forma pode deixar os olhos mais caídos e menores, além de atrair a atenção para olheiras, flacidez e linhas de expressão. Prefira usar o lápis (preto ou marrom) na pálpebra superior como um delineador, realçando os cílios com rímel. Assim você levanta o olhar, fazendo os olhos parecerem maiores e destacados;Não exagere na base, deixando o efeito “reboco”. Não tem como ficar bonita com aquele visual de “massa corrida” na pele, não é verdade? Tenha você 15, 20, 30 ou 40 anos, seja qual for a sua idade, pesar a mão numa base muito densa não é legal e envelhece demais a aparência. Para um look mais suave e jovem, hidrate a pele normalmente, use um primer (se necessário) e prefira uma base mais fluida e translúcida. Espalhe bem o produto com a ajuda de uma esponjinha, observando atentamente se a pele ficou homogênea e natural;
Use o corretivo com moderação. Utilizar muito corretivo nas olheiras, por exemplo, pode criar uma camada grossa do produto, que acabará ficando marcada, chamando ainda mais atenção para a imperfeição. Aplique o produto com leves batidinhas para um efeito mais suave. Lembre-se também de não escolher um tom muito mais claro do que o da base para não ficar com o visual “panda”;O uso de muito pó também causa um visual pesado, formando linhas nas áreas expressivas do rosto. E não é isso que você deseja, certo? Passe apenas umas pinceladas leves para tirar o brilho da pele;
Fique atenta a cor da sua base. Não utilize uma tonalidade muito mais clara do que o tom da sua pele. Isso envelhece e cria o efeito “máscara” ou mesmo o “fantasma”, que é pior ainda... Muita gente só se dá conta do erro depois de ver alguma foto assustadora do visual de cara branca. Então, não arrisque e use a base que combine com o seu tom de pele;
O uso do blush deve ser suave e natural. Evite marcar demais o rosto com o produto com traços fortes que vão das têmporas até as bochechas. Isso só funciona em desfiles e editorias de moda. Para o dia a dia ou mesmo em produções de balada, o blush aplicado levemente nas maçãs do rosto com cores mais neutras é a opção mais acertada, deixando o visual saudável, jovem e elegante. Prefira tons como o rosa queimado e o pêssego;
Apesar de ser ótimo para levantar o olhar, o uso da máscara de cílios deve ser moderada, pois em grande quantidade o produto pode acabar ressaltando linhas de expressão e deixando o olhar pesado. Não exagere nas camadas e passe o suficiente para dar um destaque à área. Rímel aplicado exageradamente também pode deixar bolinhas e engrossar demais os cílios, o que prejudica o visual;
O delineador é um bom aliado para deixar o olhar mais bonito. Prefira as versões em pó para serem aplicadas com pincel chanfrado. Assim você controla melhor a quantidade e o produto não irá pesar nas pálpebras;As sobrancelhas também merecem destaque, mas sem exageros. Realce-as levemente com uma sombra do mesmo tom dela, apenas para cobrir possíveis falhas e marcá-las de forma discreta e elegante;
Apesar de serem tendências fortes de maquiagem atualmente, as sombras de tons brilhantes e metalizadas podem envelhecer o olhar, ressaltando mais as linhas e a flacidez das pálpebras. Prefira sombras opacas e matte de tons mais neutros. Para dar uma levantada no olhar e iluminar, uma sombra clara (nude ou creme) logo abaixo das sobrancelhas também é uma boa dica;Na hora de escolher um batom que deixará seu visual mais jovem, deixe os escuros e metálicos de lado e prefira os mais neutros, como os rosados, de tons terrosos e nude, com um toque leve de gloss para aumentar os lábios.Seguindo essas dicas, você pode aproveitar o melhor da maquiagem, que é deixá-la ainda mais bonita e jovem. O importante é respeitar o perfil de sua idade e usar a maquiagem sem exageros, a fim de valorizar a sua beleza natural.

Pimenta e seus Benefícios

Pimenta para prevenir doenças:

Por ser antioxidante, rica em flavonóides e vitamina C, a pimenta pode ainda reduz o risco de doenças crônicas como câncer de próstata, catarata, diabetes e Alzheimer. Ela é capaz de limpar o sangue removendo as substâncias tóxicas que vêm da alimentação e da poluição. E mais! Recentes pesquisas comprovaram que a pimenta possui até mesmo propriedades anticâncer. Um editorial do Jornal do Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos mostrou que a capsaicina pode fazer com que células tumorais se autodestruam.

 
Pimenta para emagrecer:
 
A pimenta pode fazer você emagrecer de verdade, acredite! Isso porque ela auxilia na diminuição do apetite, reduzindo aqueles impulsos por doces e besteirinhas e, por isso, sendo muito útil no tratamento da obesidade. Vai uma pimentinha aí? Pesquisas científicas também mostraram que o uso da pimenta vermelha durante as refeições proporciona um aumento da liberação noradrenalina e adrenalina no sistema nervoso. Com isso, há uma diminuição do apetite e da ingestão de calorias. Além disso, a pimenta acelera o metabolismo e, assim, faz com que se queime mais calorias. Isso ocorre porque os capsaicinóides, que são substâncias responsáveis pelo ardor do alimento, elevam a temperatura corporal.
 
E para o organismo mantê-la a mais ou menos 36,5 graus (considerada a temperatura normal), o corpo gasta energia. Por isso que chamamos os capsaicinóides de termogênicos.
 
Pimenta para auxiliar na digestão: As substâncias picantes das pimentas (capsaicina e piperina) também melhoram a digestão, pois:
- Estimulam as secreções do estômago;
- Possuem efeito anti-flatulência;
- Estimulam a circulação no estômago;
- Favorecem a cicatrização de feridas (úlceras).
 

Atividade física em excesso causa acúmulo de radicais livres

Radicais livres: mais uma salada de letras que assombra aqueles que se preocupam com a boa saúde e tem na atividade física regular um meio de obtê-la. 
 
Radicais livres são frações de moléculas, fragmentos, que resultam de todo o processo da produção de energia pelo tecido muscular. Eles são extremamente instáveis e sua ativação causa lesão do tecido muscular. 
 
Embora o metabolismo exigido na produção de energia para atividade física termine na formação desses radicais, além de outras moléculas, somente o excesso de exercícios, atividade física intensa e prolongada, faz com que o seu acúmulo seja prejudicial à saúde. Excluindo carências nutricionais e doenças, basta que a atividade física seja de intensidade moderada em seu volume semanal para prevenir o problema. 
 
A atividade física intensa consiste em um consumo máximo de oxigênio e é algo extenuante. Envolve realizar um treino por um período maior do que aquele com o qual estava habituada. Outras características são fazer um treino mais extenuante do que o normal e realiza-lo mais de três vezes por semana. 
 
No entanto, se por qualquer razão você for obrigado a se submeter a um treinamento intenso, esteja preparado para os efeitos nocivos como consequências do acúmulo desses radicais que vão desde dor devido ao processo inflamatório que se estabelece até grandes destruições de tecido muscular. 
 
Entre os fatores que desencadeiam a lesão muscular pelo efeito nocivo dos radicais livres, o estresse mecânico vinculado ao excesso, é um dos mais relevantes, principalmente se resultado de exercícios musculares excêntricos. Tratam-se daqueles que vão além da capacidade do músculo de produzir energia e assim ele realiza um movimento contrário a sua ação. Um exemplo disso é o cotovelo que se abre para fora quando a pessoa carrega muito peso. 
 
Como consequência, há fadiga e perda de força que é maior do que a produzida pelos trabalhos concêntricos, movimento a favor da contração do músculo, embora estes em excesso possam trazer efeito semelhante. 
 
É fácil perceber que a persistência da alta intensidade dos exercícios de maneira continuada e prolongada leva a danos ao tecido muscular. Estes danos podem ser permanentes e se agravam com a perda natural da força e resistência ocorrida com o passar dos anos. 
 
Outro ponto principal a ser esclarecido é a ação do oxigênio, ou da falta dele. A atividade física intensa e prolongada impede o adequado aporte de oxigênio, mais uma causa de estresse na produção de energia pelo músculo. Este fenômeno leva a uma menor produção de antioxidantes como as vitaminas A, E, C e de elementos como o zinco e magnésio, essenciais no bloqueio da indesejada ação dos radicais livres. 
 
Como prevenir o problema
 
Ficou com má impressão lendo este artigo? Então vamos desfazê-la: pratique atividade física moderada e regular que seus radicais livres serão naturalmente combatidos pela produção adequada de antioxidantes e você continuará usufruindo tudo o que de bom o exercício traz para o nosso organismo. Além disso, mantenha uma dieta balanceada com grande variedade de alimentos.  

Cerveja diminui em 31% os riscos de doença no coração

Boa notícia tem que ser repassada, e essa é excelente. Mesmo assim, vale ressaltar que o exagero acaba agravando as coisas e vamos lembrar que o ideal continua sendo beber menos e melhor.
 
A novidade para quem curte uma cervejinha é que: Uma pesquisa da Fondazione di Ricerca e Cura, na Itália, aponta que beber cerveja com moderação diminui os riscos de problemas cardíacos em 31%. Estudos anteriores já haviam mostrado que o vinho tinha as mesmas propriedades.
 
Os pesquisadores reuniram diversos estudos feitos no último ano sobre o assunto. Ao todo, os dados observaram o comportamento de 200 mil pessoas que bebem e os efeitos em seus corações.
 
Exagerar na gelada, entretanto, tem efeito contrário. “Quando o consumo aumenta, você vê que as vantagens desaparecem, até que o risco fica maior”, explica uma das cientistas, Simona Costanzo.

Sua Casa

Quiosques

Se você gosta de novidades e construções diferentes e está construindo ou reformando a sua casa, e ela possui bastante espaço, faça um Quiosque em sua casa, eles são super modernos, e você vai ter em sua casa um espaço super aconchegante e bonito.
Os Quiosques Residenciais podem ser construídos próximo a piscinas, canto do jardim, no quintal de sua casa e podem ser construídos de várias formas, por exemplo, como uma área de churrasqueira, um pequeno salão de festa, um espaço para descansar com redes e bancos.
 
Os quiosques podem ser construídos com diversos tipos de materiais, isso vai depender da sua situação financeira e também do seu gosto e estilo, eles podem ser construídos de alvenaria com telhas, madeira e palha, sapé ou piaçava isso você é quem vai escolher, eles também podem ser de forma retangular ou circular.
 
Se você deseja fazer um quiosque para área de churrasqueira utilize a madeira e telha, pois a palha não é aconselhável, devido ser um espaço que vai lidar bastante com o fogo.
 
Você escolhe o modelo, se for próximo a piscina os de palha caem super bem, coloque bancos de madeira e vai ser um excelente lugar para receber os amigos, use a sua criatividade e deixe o quiosque de sua casa, um espaço super aconchegante e bonito.
 
Fonte: http://cafebox.com.br/dicas-de-quiosques-residenciais-modelos-e-sugestoes-e-fotos/

Dez dicas de decoração para quartos pequenos

1- Cores Claras
 
Cores escuras podem dar a aparência de que o quarto é ainda menor. Portanto, invista em tons claros, que conferem sensação de amplitude.
 
2- Invista em Espelhos
 
Espelhos não servem apenas para conferir a aparência. Na decoração, têm a função de proporcionar aspecto maior aos ambientes.
 
 
3- Cama
 
Gavetas na cama são uma boa opção para ambientes pequenos. Alguns modelos box já vêm com elas. Se não os encontrar, vale até apostar em um colchão box em uma cama convencional.
A cabeceira é um importante item de decoração, que deve harmonizar com o estilo do restante do projeto.
 
4- Abuse das Paredes
 
As paredes de quartos pequenos são grandes aliadas. Abuse delas com detalhes suspensos,  prateleiras e nichos colaboram com a organização.
 
5- Objetos e Roupas de Cama
 
O ambiente claro pode ganhar cores e detalhes por meio de tapetes, roupa de cama, almofadas, cadeira colorida, pufe, quadros. Tudo isso sem exagero, é claro, e com tonalidades complementares. Se enjoar do visual, basta trocar os objetos e tecidos. O aspecto muda sem que se gaste muito.
 
6- TV
 
Colocar a televisão na parede é uma opção para ocupar menos espaço nos móveis. “Mas tem de tomar cuidado com o que vai ligar nela. É importante que se pense onde colocar o DVD, o videogame, o aparelho da TV a cabo”.
 
7- Porta Retratos
 
Porta-retratos podem incrementar a decoração e reavivar memórias. É permitido investir em molduras de modelos e tamanhos diferentes, dependendo do estilo do dono do quarto.
 
8- Facilite a Circulação
 
Encher o quarto de móveis pode atrapalhar a circulação, principalmente em quartos pequenos. Recomenda-se deixar corredores de pelo menos 60 cm nas laterais das camas e em frente aos armários. “Em quartos de solteiro, vale encostar a cama na parede, porque se acaba ganhando espaço para circulação. Fazer isso com cama de casal não fica bom, já que quem dorme ao lado da parede tem dificuldade para se levantar.”
 
9- Organização
 
Quanto menor o ambiente, mais organizado ele deve ser. Objetos jogados, sem espaço para serem guardados, poluem o quarto. Por isso, os móveis precisam de um bom planejamento. 
 
 
10- Móveis
 
Os móveis do quarto podem ser de materiais variados, como madeira e laca. Portas de correr otimizam o espaço, assim como uma bancada de estudo ao lado da cama, que também tem a função de criado-mudo.
 

Segredos para uma sala bonita e organizada

 

você consegue abrir e fechar com facilidade todas as portas dos armários que estão na sua sala? Se a resposta for negativa, alguma coisa está sobrando…
Colocar mais objetos do que um espaço pode receber é comum, mas pense bem: a sobrecarga de enfeites e móveis atravanca a passagem, impede a rapidez na limpeza e pode até estragar aparelhos eletrônicos, causando curtos-circuitos e reduzindo a vida útil deles.
 
Veja como deixar esse ambiente – que funciona como cartão de visitas da sua casa – impecável. E ganhe espaço trocando a bagunça pela ordem. Clique em “leia mais“!
 
 
8 segredos para uma sala bonita e organizada:
 
1. Antes de sair para trabalhar, abra as cortinas para a luz do sol entrar em sua sala.
 
2. Invista em cortinas leves e claras, de renda ou voil, e, por baixo, aposte num tecido escuro e opaco, de sarja ou tergal. O forro grosso bloqueia os reflexos de luz sobre a TV.
 
3. Escolha um rack liso, revestido de fórmica e com portas de vidro. Esse modelo junta menos pó.
 
4. Fuja das mesas ovais ou redondas, que ocupam muito espaço e dificultam a passagem. Aposte em um móvel retangular ou quadrado. Se precisar ganhar espaço na sala, encoste uma das laterais da mesa na parede e use as que ficarem livres.
 
5. Dispense o tapete sob a mesa de jantar. Inevitavelmente, restos de comida e bebida vão parar nele, deixando manchas e atraindo ácaros e bactérias.
 
6. Deixe a estante em ordem! Equipamentos eletrônicos como TV, DVD e som não são estantes. Então, nada de colocar toalhas e vasinhos em cima deles – isso diminui sua vida útil.
 
7. Descarte alguns enfeites. Você não precisa expor todos os enfeites que ganha, selecione só aqueles de que mais gosta. O excesso de miudezas acumula pó e dificulta a limpeza.
 
8. Encaixote a bagunça: coloque os objetos de menos uso em caixas de madeira ou papelão. Nas lojas de artesanato há modelos baratos, de MDF ou compensado, que podem ser pintados a seu gosto. Outro jeito de deixar as caixas bonitas é encapá-las com papel de presente ou um retalho de tecido.

 

Voltar ao Topo